quarta-feira, 26 de março de 2014

SÉRIE A3: Moleque Travesso apronta e aumenta o drama do São Carlos

O Juventus conseguiu apenas sua segunda vitória na Rua Javari, justamente em cima do São Carlos (Foto: Flickr/vcheregati)
Escrito por Gustavo Curvelo e Saulo Marino

De boca fechada não entra mosquito? O São Carlos aderiu a Lei do Silêncio e a diretoria proibiu seus jogadores e comissão técnica de dar entrevistas até a partida desta quarta, quando enfrentou o Juventus na Rua Javari – menos o atacante Rodrigão, que quebrou a regra e comentou a expectativa em atuar pela primeira vez no tradicional campo da Mooca. Os dois times encararam o confronto como jogo de seis pontos, porque ambos lutam contra o rebaixamento no Campeonato Paulista da Série A3, e com a ausência do artilheiro Fábio Luis, da Águia, nem a tática do silêncio deu certo, e quem se deu bem foi o Moleque Travesso, que venceu pelo placar mínimo.
Os comandados de Rodrigo Santana até jogaram melhor que os donos da casa, mas não conseguiram furar o bloqueio defensivo adversário. Pra piorar, em lance isolado, Renato Ribeiro marcou o gol que afundou de vez o time da Cidade de Clima na tabela da A3. Agora, para não terminar a rodada na zona da degola, o São Carlos precisa torcer por uma vitória do Santacruzense contra o Novorizontino, além de uma vitória do Tupã diante do América. Os jogos acontecem na noite desta quarta-feira.

Artilheiro fez falta

Com as duas equipes se estudando e mais preocupadas em não sair perdendo, o primeiro tempo teve poucas chances de gol, e as melhores chances surgiram apenas no final. O Juventus chegou aos 41 minutos com Dudu Mineiro, cabeceando pra fora o cruzamento feito por Nathan. Quatro minutos depois, Derli encontrou espaço e de fora da área chutou para o gol, exigindo boa defesa de Rubens.  No contra-ataque rápido, Rodrigão saiu na cara do gol e acertou a trave.
Acreditando na vitória, o São Carlos foi em busca de seu gol logo no início da segunda etapa. Aos 8 minutos Marcio Pit cobrou falta e obrigou o goleiro André Dias a praticar ótima defesa. Na cobrança de escanteio, Rodrigão cabeceou e exigiu outra boa intervenção do camisa 1 juventino.
Ciente que poderia pressionar de forma mais intensa e chegar à vitória, o técnico Rodrigo Santana deu novo fôlego ao São Carlos sacando Dacinho e Rafael Oller para a entrada de Kanu e Juan. Além disso, deixou seu time ainda mais ofensivo ao tirar o volante Alexandre para colocar o atacante Hédipo em campo.
Porém, a estratégia não deu certo, e o castigo veio aos 42 minutos. Em descuido da defesa sãocarlense, o atacante Renato Ribeiro aproveitou cruzamento e livre de marcação completou para o gol, sem chance para Rubens: 1 a 0 para o Juventus, resultado que levou a torcida na Rua Javari ao delírio.
O gol desnorteou o São Carlos, que não conseguiu mais se encontrar em campo. Alguns jogadores ainda tentaram empatar a partida com jogadas individuais, mas não tiveram sucesso.
Na próxima rodada, a 16ª da Série A3, o São Carlos recebe a Francana no Estádio do Luisão dia 29, um sábado, às 17h. No mesmo dia, às 15h, o Juventus vai até Diadema enfrentar o Água Santa.

Juventus 1 x 0 São Carlos

Local: Rua Javari
Público e renda: Não divulgado

Juventus: André Dias; Alan, Maurício, Cícero e Lucas Pavone; Marcelo Santos (César), Derli, Ariel (Nathan) e Rodrigo (Marquinhos); Renato Ribeiro e Dudu Mineiro. Técnico: Luiz Carlos Ferreira
São Carlos: Rubens; Raniel, Renato, Rila e Marcio Pit; Alexandre (Hédipo), Fellipe Nunes, Galiardo e Rafael Oller (Juan); Dacinho (Kanu) e Rodrigão. Técnico: Rodrigo Santana (interino)

Cartão amarelo: Derli e Nathan (Juventus); Marcio Pit (São Carlos)
Cartão vermelho: Não houve

4 comentários:

  1. ESPERAR O Q MAIS DESSE TIME??? #VOLTAGES

    ResponderExcluir
  2. Isso não é culpa de atletas e comissão, isso eh culpa da má diretoria, infantil e cega. Além de receber instruções de pessoas que acham que intendem de futebol, mais na verdade estão interessados somente no interesse próprio, PRESIDENTE #ACORDA tem muita gente palpitando errado e o VOCÊ achando que ta falando para o seu bem. kkkk São carlos não tem somente 1 presidente tem uns 8 dando o palpite final. e o Juvenil do Presidente aceita; kkkkk Não basta ter dinheiro se não intender de futebol. FUTEBOL É COISA SÉRIA Carlos. O senhor está sendo um muleque com um monte de maricotas dando pitacos errados. ACORDAAAAAAAAAAAAA PRESIDENTIZINHO FRACO.

    ResponderExcluir
  3. A vaca está indo para o brejo... a diretoria dá um exemplo de como NÃO realizar um planejamento para a disputa da Série A3. Preparação inadequada, técnicos sem gabarito, jogadores desmotivados/descompromissados/ruins... todo o trabalho árduo feito pela administração anterior está sendo jogado fora, bem como o nome de São Carlos no cenário do futebol paulista.

    ResponderExcluir